Páginas

15 de mar de 2015

a esquerda estarrecida

sim. nós, a esquerda, estamos perplexos. porque, décadas depois do fim da ditadura militar, a direita foi novamente às ruas. parece que a ressaca da ditadura passou.

e eu que sempre achei que a direita deveria mostrar a sua cara neste país, assisti hoje um verdadeiro espetáculo de horrores. alguns amigos meus, alguns compreensivelmente indignados com erros do governo atual, ajudaram a dar número a um movimento que, por ingenuidade,inocência, ignorância, eles desejam apartidário. suprapartidário. é uma gente (sim, até esses meus amigos) que até 2013 se declarava apolítica. é uma gente cuja paixão política nasceu, ali sim, num movimento de organização espontânea, o junho de 2013. mas é sempre bom lembrar como nasceu o junho de 2013. preços das passagens de transporte público. reações violentíssimas das PMs. revolta nacional. como aquilo virou o trailer disto que vimos hoje? não faço ideia. mas eu que fui pra rua em 2013, cheguei a me arrepender quando vi, depois, os apolíticos se lambuzando de prazer infantil na rua, no processo democrático (e político!) q eu sempre amei.

o que esta direita não entendeu é que política sem partidos é chamada de ditadura. ok, alguns entenderam, e querem mesmo isso (votar dá muito trabalho, prefiro q alguém decida tudo por mim). o que a direita ainda não entendeu, também, é que ela é DIREITA. vc é contra os programas sociais? acha tudo bolsa-esmola? é a favor das privatizações? deixa eu te explicar uma coisa então: VC É DA DIREITA. ok? tá entendido isso?

beleza, continuemos.

o movimento de hoje tem interesses políticos e partidários, mesmo q vcs não queiram. fora Dilma? alguém vai entrar no lugar, e vai ser um POLÍTICO, essa raça q vcs acham q abominam. não abominam de fato, são apenas seletivos. pois durante anos vários outros escândalos já tinham vindo à tona (sim, não tantos, muita muita coisa era abafada rapidinho), e vcs não estavam assim tão indignados.

mas, confesso. vossa indignação nos estarrece. nós, da esquerda. a gente curte política. a gente frequenta a rua. a gente se lambuza de prazer também, mas geralmente nosso prazer é um sonho. é uma paixão. é um amor, uma crença, uma alegria, uma esperança. o que uniu esta gente hj na rua foi o ódio. sim. ficamos estarrecidos ao ver vcs no que sempre consideramos "nossa área". pois bem. a rua é pública, sejam bem-vindos.

mas, por favor, limpem a merda que deixaram pelo chão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

tá com você!