Páginas

28 de nov de 2013

Os livros lidos em 2012

Como diz o filósofo, antes tarde do que nunca!

No fim do ano passado não animei fazer o post crássico de fim de ano, mas esta semana passei a limpo minhas listas de leitura desde 2007, usando o diário que comprei na casa da Anne Frank porque entendi que nunca ia conseguir usar como diário mesmo e era lindo demais para simplesmente ficar fechado e sem uso. Então dei-lhe esse uso nobre.


Aí me deu aquela vontade de falar sobre os livros do ano passado, então vamos lá. Vou comentar alguns, ok?

1) Um pressentimento funesto (Agatha Christie)
Comecei com Agatha, mas 2012 não foi um ano de muita Agatha, não. Achei até bem legal esse, apesar de não ser muito fã de Tommy & Tuppence.

2) A invenção de Hugo Cabret (Brian Selznick)
Um tem-que-ler, e escolha bem sua edição, porque pode ser uma experiência inesquecível para os olhos. Anedota do dia que comprei aqui: http://qe-quartoescuro.blogspot.com.br/2012/01/hoje-na-saraiva.html

3) O vendedor de histórias (Jostein Gaarder)
Um dos melhores do ano! Petter Spider é meu tipo de personagem, amei de paixão a trama, tudo. Amo Gaarder...

4) Punição para a inocência (Agatha Christie)
Gostei mais deste, é mais meu estilo de Agatha.

5) Mémoires de la vie privée de Marie Antoinette (Madame Campan)
Era obrigatório, né? Madame Campan estava lá, testemunha ocular de boa parte da vida dela. Mas o livro não é escrito de modo interessante. Pequeno, mas arrastado.

6) O diário de Anne Frank
Releitura para visitar o museu em agosto.

7) Le fils d'Astérix (Goscinny - Uderzo)
8) L'Odyssée d'Astérix (Goscinny - Uderzo)
9) Objectif Lune (Hergé)
10) On a marché sur la Lune (Hergé)
Uma série de BDs compradas usadinhas e lindas em Paris.

11) Anne Frank Graphic Biography (Sid Jacobson e Ernie Colón)
Linda biografia em HQ. A história vai além do diário de Anne. Começa antes, no nascimento dela, e vai até sua morte. É autorizada e comprada lá na Casa.

12) Vincent Van Gogh: le dur combat d'un artiste (Marc Verhaegen, Jan Kragt)
HQ bonita sobre a vida de Van Gogh, comprada no museu dele.

13) Schwere Kost
14) Die Neue
15) Große Gefühle
Três livrinhos da coleção Leo & Co., muito boa a coleção.

16) O senhor das moscas (William Golding)
Devidamente mind-blowing, como deve ser.

17) Le fantôme de l'Opéra (Gaston Leroux)
Uau! Tipo assim, uaaaaau, né? Meu número. Amei. Como é que demorei tanto tempo pra ler e tal? Essas perguntas que me consomem...

18) Le petit Nicolas, c'est Noël ! (Sempé - Goscinny)

19) Siebenschläfergeschichten
Historinhas infantis, mas nem é mais leitura facilitada. Tô virando gente grande em alemão. Quase...

20) Le petit Nicolas et ses voisins (Sempé - Goscinny)
Estou ficando perigosamente sem petit Nicolas novos para ler. Acho que só falta um. :(

21) Os Maias (Eça de Queiroz)
Demorei séculos para terminar. Daqueles livros que te pegam pelo meio, e aí vc não larga mais. Li para fazer laboratório de escrita, era-me obrigatório, mas enfim, sangue do meu avô. Fiquei por aí, querosianada, citando na cozinha.

22) A tragédia da rua das Flores (Eça de Queiroz)
Devorei em dois dias. Eça é um monstro. Esse livro é um esboço, gente , um esqueleto de história. Punk. Apaixonante.

23) The secret life of I (Agent Provocateur)
Entrando na vibe literatura erótica da virada de 2012 pra 2013. História curtas, ponto de vista feminino. Legal, gostei da linguagem.

24) 50 Shades of Grey (E.L. James)
Legal também, bom entretenimento. A linguagem é bem mais simples, mas acho coerente com o estilo, até da personagem.

25) Contos de crime, terror e mistério (Arthur Conan Doyle)
Do meu projeto Relendo Conan Doyle. Foi um ano de pouca releitura, né?

Aguardem 2013!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

tá com você!