Páginas

2 de nov de 2011

Meme literário - dia 02


Dia 02 – Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá? Fale um pouco sobre eles.

Semana passada terminei de ler A História sem Fim, Revolução dos Bichos e Sócios no Crime.

- A História sem Fim, Michael Ende: eu deveria ter lido quando era criança, ou pelo menos adolescente. Mas sempre é tempo. O livro conta a história de um garoto chamado Bastian Baltasar Bux que adora ler e acaba roubando um livro chamado A História sem Fim. Com medo de ser preso por roubo, ele se esconde no porão da escola e começa a ler o livro de capa de cor de cobre. E nós começamos a ler junto. É muito importante que esse livro seja lido numa boa edição, pois acho que já perde muito se não tiver uma capa cor de cobre com duas serpentes mordendo a cauda uma da outra. Acompanhamos a história de Bastian em letras marrons e a do livro que ele lê em letras verdes. Esse livro dá muito poder à imaginação de uma criança. Imperdível. Detalhe: o livro me foi emprestado, é da minha mãe.

 O livro de capa cor de cobre com duas serpentes, uma preta e uma branca, mordendo o rabo uma da outra.
Se a sua capa não for assim, sinceramente, perde bastante da magia...


- Revolução dos Bichos, George Orwell: eu tinha lido uma versão simplificada em inglês quando tinha uns 12 anos. Li este em uma tarde. Trata-se de uma fábula do comunismo. Animais de uma fazenda organizam uma revolução e tomam o controle da fazenda, expulsando os humanos. Depois disso, os porcos, considerados os mais inteligentes, passam a ditar as regras, e em pouco tempo os animais estão novamente escravizados, mas vivendo dentro da ilusão de que a vida deles agora é melhor simplesmente por não trabalharem mais para os humanos, e sim "para si próprios" (só que os porcos ficam com o que há de melhor e cada vez comportam-se mais como humanos).

All animals are equal. (conforme os sete mandamentos dos animais)
But some animals are more equal than others. (adendo posterior...)


- Sócios no Crime, Agatha Christie: de Tommy e Tuppence. Não são meus favoritos, e os livros da Agatha que são de casos curtos costumam me deixar meio dispersa. Não os devoro como os de um só caso, por isso demorei um certo tempo pra terminar. O interessante desse livro é que, em cada capítulo, Tommy e Tupppence homenageiam um famoso detetive personagem de romances policiais.


Sobre o próximo que lerei, bom, não decidi ainda. Ontem a tarde comecei a reler O Dia do Curinga, coisa que faço de tempos em tempos, mas também preciso ler Comer, Rezar, Amar, que minha mãe me emprestou e ainda nem comecei. Tenho em casa uns dois da Agatha ainda não lidos, e tô a fim de começar A Bússola de Ouro. Pode ser um desses, pode não ser nenhum deles...

obs.: Acompanhei o meme literário no blog da Lu Naomi, mas a ideia original é do blog Happy Batatinha. Foi feito no mês de outubro, mas eu vou de atrasilda mesmo assim, tá? Fiquei a fins. :)

2 comentários:

  1. . a história sem fim: delicioso, e o filme até que faz justiça;

    . a revolução dos bichos: devia ser leitura obrigatória na escola;

    . sócios no crime: mesma sensação que tu!

    ResponderExcluir
  2. Lu, eu acho que a Agatha é mais fera em livros de um caso só. Casos curtos são mais a praia do Sherlock. E, par contra, os livros do Conan Doyle de uma história só são mais arrastadas (exceto O Cão dos Baskervilles).

    ResponderExcluir

tá com você!