Páginas

11 de dez de 2013

Meme literário 2013 - dia 11

Dia 11 - Gêneros de literatura: qual você ama e qual odeia?

Acho que dá pra afirmar que eu amo policial. Não tenho muita dúvida de que foi o gênero que mais li na vida. Fantasia eu também gosto muito, embora curiosamente eu goste mais de fantasia infanto-juvenil do que adulta.

Gênero que odeio? Ahn... Não sei se tem. Eu não gosto de livros espíritas, no geral, e essas não-ficções que querem ensinar a ter sucesso e ganhar dinheiro também acho chato. Mas não acho que chegue a ser assim um ódio.


Não deixe de acompanhar o meme literário 2013 também em:

http://batatatransgenica.wordpress.com/
http://breviariodashoras.blogspot.com.br/
http://www.terracotabolsas.com/rato/
http://depokafe.wordpress.com/
http://bem-vindos-a-bordo.com/
http://pensamentosinsones.wordpress.com/
http://esperandooesperado.blogspot.com.br/
http://naterradaluavirada.wordpress.com/

3 comentários:

  1. eita, esqueci de incluir polícial e suspense na minha lista de gêneros preferidos. Dã...

    ResponderExcluir
  2. Faço coro contigo Brunhilde. Tudo que cheira a doutrinamento me dá gastura. Espíritas agora não gosto, mas já li bastante quando era espírita. São muito repetitivos e caretinhas. Meu agnosticismo eliminou minha credulidade nestes livrinhos, mas não eliminou minha crença por espíritos e meu medinho de fantasma. Confesso agora qe estou lendo escondida a biografia do Kardec...
    Detesto livros de amor açucarado. Chamo de "livros de amor...tadela". Meu romantismo está no dedão do pé. Se no entanto os personagens são tipos que me agradaram, até torço por eles. Mas não fiquem muito no agarramento ou no sofrimento que me enche o saco.
    Policial eu adoro também mas evito mergulhar neles porque vira compulsão e não consigo parar de ler todos de carreirinha. Não leio mais nada além deles se deixar. E sou capaz de perder tempo importante como sair, passear, encontrar pessoas, fazer trabalho... Os de literatura fantástica na mesma linha. Para mim são como "amendoim". Vou comendo e mais tarde me dá reação alérgica.
    Tenho adoração por tudo que remete ao passado, como biografia e romance histórico. Do primeiro gosto do estilo caretinha seguindo a cronologia da vida da pessoa. Abomino quando o autor tenta "sentir" ou saber o que pensou o biografado. Estou acompanhando muito interessada a polêmica das biografias e torcendo ferozmente contra os partidários do Procure Saber (vulgo "Procure Faturar"). Vou lançar o "Deixe Saber", hehehe.
    Adoro também livros de viagem, aventura e ficção científica. Uma vontade louca de não estar onde estou me leva a isso. Já viajei com o Amyr Klink e o Jack London. Coisas que me atraem muito: lugares frios ou inóspitos, lugares idealizados ou pouco convencionais, viajantes solitários, tipos antissociais ou que tentam se encaixar na sociedade, personagens que vivem como eremitas, outsiders.
    E por fim gosto de teoria. Se estudo algo meto a cara na bibliografia técnica e teórica sobre o assunto.
    Crisim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também vicio fácil em policial, Crisim, só que não evito! :D

      quanto a histórias de amor, eu adoro! uma certa dose de drama super tá valendo, e acho até que meu limite do piegas é elástico, desde que haja compensações. personagens burros ou extremamente estereotipados me irritam em qq contexto.eu gosto de personagens, mesmo q eles vivam histórias corriqueiras, eu tenho que simpatizar com o personagem pra me interessar pela história. bom, eu escrevo muita história de amor também, de preferência com humor, porque eu acho que combina.

      Excluir

tá com você!